Pesquisar

Auditores-Fiscais da DS BH aprovam realização de mobilização de advertência em 30 de maio

               

Os Auditores-Fiscais da DS BH reunidos em Assembleia Nacional Extraordinária nesta quinta-feira, 17 de maio, aprovaram a realização do Dia de Mobilização de Advertência em 30 de maio, com operação-padrão na zona primária e crédito zero na zona secundária. Na ocasião foi realizada também a Assembleia Geral para apreciação da pauta da próxima reunião do Conselho de Delegados Sindicais (CDS) marcada para os dias 21 a 24 de maio, em Brasília. Participaram da Assembleia em Belo Horizonte, Contagem, Sete Lagoas e Confins, 130 Auditores-Fiscais.

 

              

O presidente da DS BH, Luiz Sérgio Fonseca Soares, iniciou a Assembleia agradecendo a presença do presidente do Sindifisco Nacional, Pedro Delarue, que participou das Assembleias na Delegacia da Receita Federal do Brasil de Belo Horizonte, Ministério da Fazenda e em Confins. Luiz Sérgio falou sobre a importância da unidade da categoria neste momento decisivo da campanha salarial 2012. Ele reforçou a disposição da DS BH em caminhar junto com a Diretoria Executiva Nacional nas questões que forem deliberadas pela categoria.

Luiz Sérgio falou, ainda, sobre o trabalho de mobilização realizado em conjunto com os Auditores-Fiscais do Trabalho, Delegados e Agentes da Polícia Federal. Para ele, essa parceria causa maior impacto e peso ao movimento que busca demonstrar ao governo a insatisfação das categorias com o não atendimento de suas reivindicações.

O presidente do Sindifisco Nacional, Pedro Delarue, que esteve em Belo Horizonte atendendo ao convite da Diretoria Executiva da DS BH, trouxe aos filiados as últimas informações sobre a campanha salarial 2012. Segundo Delarue, o movimento está crescendo em todo o país, inclusive na área aduaneira, pois nos principais portos do País não houve desembaraço de mercadorias durante a mobilização de advertência ocorrida no último dia 9.

Sobre a realização de greve da categoria, Delarue informou que no próximo dia 30 haverá Assembleia Geral para deliberar sobre a possibilidade de uma paralisação a partir de 18 de junho. Essa paralisação, inicialmente, poderá ser realizada dentro da repartição e com assinatura de ponto. Porém, os sistemas da RFB não deverão ser acessados e nem processos administrativos fiscais concluídos.

Delarue esclareceu que a negociação com o governo avançou um pouco na última semana, mas ainda não foi sinalizada uma proposta concreta de reajuste e reposição inflacionária. Ele informou que em 18 de junho serão encerradas essas negociações e, a partir desta data, a categoria mobilizada demonstrará sua força e disposição, pressionando o governo a conceder um tratamento aos Auditores-Fiscais coerente com a importância da função que exercem. Ele abordou as a defasagem salarial dos Auditores-Fiscais da RFB se comparados aos Fiscais Estaduais, que possuem vencimentos consideravelmente superiores.

Ao encerrar sua participação, Pedro Delarue agradeceu o convite da DS BH e convidou a todos os Auditores-Fiscais a estarem juntos, mobilizados e preparados para lutar por melhores condições de trabalho e por uma remuneração justa, com vistas à reposição das perdas, valorizando o Auditor-Fiscal e a Receita Federal do Brasil.

Assessoria de Comunicação DS BH Sindifisco Nacional

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
  • Vídeos

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
  • Fotos

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
  • Fiança Locatícia

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
  • Classificados