Pesquisar

Sexta, 19 Janeiro 2018 16:54

Resultado Final: Auditores Fiscais aprovam voto de desconfiança e greve permanece em 3 dias

Na Assembleia Nacional realizada na última segunda-feira, 15 de janeiro, os Auditores Fiscais rejeitaram por 67,94% a reconfiguração de greve do atual modelo às terças, quartas e quintas para greve contínua e ininterrupta, até a efetiva implementação do bônus de eficiência bem como a solução do problema das progressões, apesar do encaminhamento favorável do CNM, que defendia a necessidade de acirramento da greve.

Ao mesmo tempo, os Auditores aprovaram por 70,20% a proposta de conceder um voto de desconfiança para toda a cúpula administrativa da Receita Federal, com a imediata renúncia e exoneração de todos os titulares de unidade, superintendentes, coordenadores, subsecretários e Secretário do Órgão. Em contrapartida, rejeitaram a proposta de utilização de recursos do fundo de mobilização para divulgar através da mídia nacional o repúdio da categoria à cúpula administrativa da Receita Federal e o pedido de exoneração do Secretário e demais dirigentes do Órgão.

O resultado de tais indicativos confirma uma tendência observada nas deliberações ocorridas durante a Campanha Salarial: dificilmente um indicativo que tenha encaminhamento contra da Direção Nacional é aprovado pela Assembleia Nacional.

Dentre as propostas aprovadas também estiveram a devolução de todos os trabalhos e processos às chefias imediatas e a não recepção de novos trabalhos até o fim do movimento paredista; a postergação da medida de substituição da folha de ponto por relatórios gerenciais de controle do trabalho para depois do término da greve; e a realização de atos públicos de protesto pelo cumprimento do acordo e contra os ataques à categoria e à Receita Federal no dia 23 de janeiro de 2018, nas principais aduanas (portos e aeroportos) e unidades do Ministério da Fazenda e Receita Federal do Brasil pelo país.

Em solidariedade aos Auditores que trabalham nas fronteiras e não receberam a indenização em razão da greve, a categoria aprovou o pagamento desses valores a todos os Auditores Fiscais que sofreram descontos, com utilização de recursos do Fundo de Corte de Ponto.

A DS BH ressalta a importância de a categoria estar atenta ao resultado final da Assembleia para cumprir o que foi definido pela maioria dos Auditores Fiscais na referida instância deliberativa.

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
  • Vídeos

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
  • Fotos

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
  • Fiança Locatícia

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
  • Classificados